CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

Seguidores

domingo, 23 de maio de 2010

Prazer da Dor


Corro e fujo
Sem saber bem pra onde
Do quê? Do nada...
Pra onde? Qualquer lugar onde eu não seja ninguém... ou finalmente me sinta alguém
Passando pelos espinhos
Que rasgam minha pele
E dilaceram o meu corpo todo
Corro...
Cega pela dor
Lágrimas se sangue correm e ardem os meus olhos
Que até sufocam a garganta
Pânico em mim
Corro no escuro
No breu da noite
Neste infinito caminho escolhido repleto de sofrimento
Mas não lamento
Apenas corro sem destino
Para sentir o prazer do impossível conhecimento do meu próprio limite
Algo me alcança
Grito
Cortante como uma espada
Será o fim... ou o princípio?
Jogo-me no chão apavorada pelo desconhecido
Vibrante de terror
Um terror diferente
Terror combinado com alegria explosiva
Acordo
Onde um sol negro brilha
Ergo tudo meu
Dói mas valeu a pena
Sangue, dor e prazer
Mas sofrer pra que?
Já não corro...caminho
Alcanço algo no meio dos espinhos... a falta de paz... mas continuo em frente...


Aninha





0 COMENTÁRIOS!:

Acredite no poder da atração!

Vote!

Top30 Brasil - Vote neste site!