CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

Seguidores

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Torne-se seu próprio guia interior


 Não pense com a cabeça. Realmente, não pense de maneira alguma. Apenas mova-se. Tente isso em algumas situações.

Será difícil, porque o velho hábito será de começar a pensar. Você terá que estar alerta : não pensar, mas sentir interiormente o que está vindo à mente.

Você pode ficar confuso muitas vezes porque você não será capaz de saber se isso está vindo do guia interno ou da superfície da mente. Mas logo você conhecerá o sentimento, a diferença.

Quando alguma coisa vem do âmago, parte do seu umbigo para cima. Você pode sentir o fluxo, o calor, vindo do umbigo para cima. Sempre quando sua mente pensa, isso é só na superfície, na cabeça, e então vai para baixo.

Se sua mente decidiu algo, então você precisa forçá-lo para baixo. Se seu guia interior decide, desse modo alguma coisa borbulha em você. Isso procede do núcleo mais profundo de seu ser em direção a mente. A mente o recebe, mas isso não é da mente. Isso vem do além – e é por isso que a mente fica assustada com isso. Isso é confiável porque vem de trás – sem qualquer razão, sem nenhuma prova. Isso simplesmente borbulha.

Sempre quando você fica perplexo numa situação e você não pode ver como sair disso, não pense; apenas fique num profundo não-pensar e permita seu guia interior lhe guiar. No princípio você se sentirá receoso, inseguro, mas logo, quando você chega cada vez a conclusão certa, quando você chega cada vez a porta certa, você irá reunir coragem e se tornará confiante.

Se essa confiança acontecer, chamo isso de fé. Essa é realmente a fé religiosa – a confiança no guia interior. Racionalizar faz parte do ego. É você acreditando em si mesmo. No momento que você for fundo dentro de si mesmo, você chegou na própria alma do universo.

Seu guia interior é parte da direcção divina. Quando você a segue, você segue o divino ; quando você segue a si mesmo, você está complicando as coisas, e você não sabe o que está fazendo. Você pode pensar que você é muito sábio. Você não é.

A sabedoria procede do coração, não do intelecto. Sabedoria procede do seu ser mais profundo, isso não é da cabeça. Corte sua cabeça, fique sem cabeça – e siga o ser, o que quer que, para onde quer que isso lhe conduza. Mesmo que isso lhe leve para o perigo, vá para o perigo, porque esse será o caminho para você e seu crescimento. Através desse perigo você irá crescer e tornar-se maduro.


Osho, em "The Book of Secrets"

7 COMENTÁRIOS!:

Jorge disse...

Aninha,
costumo dizer que sentimos com a cabeça. devemos, isto sim, pensar com o coração.

Beijo, de coração!!!

Sil.. disse...

As palavras de Osho sempre me tocam.
Lindooooooo Aninha!

Tbm morrooo de saudade de passar sempre aqui, agora estou dando um jeito no meu tempo pra não ficar tanto tempo longe de pessoas queridas como vc.

Um abraçãoooo!

Seu blog é divinooooooooooo!

ValeriaC disse...

Lindo demais...adoro OSHO...suas palavras são sempre sábias...
Tenha um lindo dia...
Beijinhos
Valéria

Isa mar disse...

Realmente Osho é tudo de bom, suas mensagens sempre me fazem refletir e tentar novos caminhos
Beijos em seu coração!

Santa Cruz disse...

Aninha: Que mais posso dizer lindissimo texto sempre me encantas com os teus posts.
Um beijo
Santa Cruz

Aninha disse...

Obrigada pelo carinho...
pelos comentários

;)

Osho realmente faz-nos reflectir um pouco mais...

Bjinhos a todos...

Liza Leal disse...

Adorei o texto, Aninha!
É realmente gratificante encontrar blogues como o seu...Q diz tanto!

bjim
=)

Acredite no poder da atração!

Vote!

Top30 Brasil - Vote neste site!