CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

Seguidores

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Tristeza Inexplicável


                                      Image by: Spacelotus

Hoje acordei triste…
Foi difícil sair da cama, mesmo tendo tido uma noite tranquila de sono, o que não é comum… mesmo sabendo que um dia lindo de sol se exibia lá fora e que eu tinha coisas a fazer…
Acho que não posso dizer que acordei triste, mas sim, sem prestar atenção à vida, aos sentimentos que já não sentia…
Não encontrei energia suficiente para sair da cama, de casa, e do computador…
Hoje levantei tarde, devagar; não tive vontade de nada, nem de comer, o que também não é comum…
Sei que tenho a obrigação de me animar, acordar para a vida, vestir algo leve, de cor clara…
Sei que preciso ouvir uma boa música que mude meu estado de espírito, e me faça voltar a ser o que eu sou, o que eu sempre fui, até há uns tempos atrás…
A tristeza constante,  a melancolia, a falta total de sentimentos, a apatia, a procura desesperadora de algum motivo, alguma razão para a vida é uma grave doença. Tenho consciencia disso. O pior de tudo é que contagia tudo e todos a nossa volta...
A tristeza é comum, é absolutamente normal. Tão normal quanto a alegria ou qualquer outro sentimento que temos quando algo de bom ou de ruim nos acontece no nosso dia a dia. É  a nossa sensibilidade diante dos factos…
Mas o que é isso? Qual o motivo dessa tristeza estar presa dentro de mim parecendo que vai explodir? E se essa tristeza aguda tornar-se quase que cotidiana? E se ela fazer parte da minha vida, querer invadir a minha personalidade e tomar conta de mim para sempre?
Tantas questões…
Não quero mais tentar compreender a minha tristeza. Não quero tentar justificá-la, muito menos disfarça-la, ou sufocá-la…
Quero enfrentá-la…
Enfrenta-la pra mim não é ir a qualquer festa e dançar sem vontade alguma; beber exageradamente para fingir para mim mesma que estou comemorando o facto de ter conseguido sair de casa; não é sorrir para todos e dizer: Estou ótima!
Dizem que se nós imaginarmos que estamos bem, então tudo ficará bem. Na teoria pode funcionar, mas na prática, é bem diferente…
Aprendi na pele que essa técnica não resolve para mim; não no meu caso…
Curo-me dessa tristeza ficando quietinha no meu canto; ouvindo o silencio; falando comigo própria; bebendo boas energias que chegam até a mim de algum lugar invisível; procurando entender a mim mesma…
É assim que adquiro sabedoria…
Sabedoria que será necessária depois que tudo passar; depois de eu voltar e anunciar o fim daquela tristeza…
Até que venha a próxima.

Aninha

10 COMENTÁRIOS!:

Santa Cruz disse...

Minha amiga. Tristezas não pagam dividas, se algo do passado te atormenta esquece e lembra-te do presente e do futuro, peço-te que não acordes triste Gosto de ler e ouvir as minhas belas flores dizer que estão alegres e felizes, porque assim também eu fico alegre e feliz, fica a saber que já fazes parte do jardim das minhas belas e eternas flores, que são os meus amigos e amigas mesmo aquelas amigas virtuais da internet. faz parte deste meu belo jardim, e esta guardadas dentro do meus coração.
Um beijo
Santa Cruz

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Amei! Esse negócio de pôr razão na emoção não dá. *Pensar/imaginar, funciona* é coisa pra robô. Somos Seres Humanos, com tudo o que nós sabemos o que implica. Deixe fluir as lágrimas, lave a alma, lave o corpo, o espírito, perca o controle e se reencontrará. Também por que é que eu estou dizendo isto tudo, se isto tudo está no seu Lindo texto?
Beijos Aninha!

******

*Um amigo sincero pode fazer brotar um sorriso


quando não suportamos mais e estamos abatidos.


Um amigo sincero pode compreender nossa provação


e nos pôr de volta no caminho certo com um aperto de mãos.


Um amigo sincero divide conosco os sonhos mais secretos


Ao mesmo tempo que permanece discreto.


Um amigo sincero vale mais do que o ouro,


pois de coração só quer a nossa felicidade, o nosso maior tesouro*

Renata Cordeiro

Até mais++++ querida!

Livinha disse...

Olá Aninha!!!
De cara vi que sois uma escorpiniana, eis o porque dos teus despreendimento e personalidade tão firme.
bate comigo, que assim tbém sou, nas características tão prontas na autenticidade de ser o que somos.
Tem dias que a gente assim acorda, buscando razões que nós mesmos desconhecemos, algo estranho que nos bole por dentro e nos faz ficar atentos. Indagações, quantas na forma curiosa de sermos.
Mas o tempo não carrega a gente porque somos duras na queda ainda que a corda arrebente, a gente ao cair se levanta.

Lindo texto. Obrigada pela visita
Vou te seguir.
bjs
Livinha

JOE ANT disse...

Tristeza...
Uma situação que por vezes me ataca e me desconcerta.
Foi tema do meu último post.
Gostei do seu blogue. Vou incluir nos meus favoritos,
bem como fazr link no meu tema para este seu post.
Bem haja e felicidades.

*Teresa Cristina* disse...

Oiee Aninha....toda tristeza tem explicação sim, mas o mais importante é admitir q não precisa ser ela a comandar a nossa vida.....sim nós somos donos do nosso destino.Vibrações de amor e paz pra ti...bjs e bom fds!!♥

flybywarez disse...

Meu amor
a minha alma sempre te esperou
a tua me acolheu
a minha te amparou
trouxeste-me de volta o sorriso,
navego dentro de uma alma onde as tempestades são tormentas mas onde existem sorrisos e afagos de um amor que me sustenta, ás vezes em horas bem difíceis.
Conheces-me como um todo, basta me olhares e corro para o teu colo como me percebes meu amor...
Corro na tua alma por mares que entendo, por vezes difíceis por vezes afáveis.
Foste vitima de um passado, que te deixou feridas que te deixou mágoas,foste é és uma guerreira.
Cresceste!!!...
És uma alma linda cheia de surpresas boas ,cheia de amor.
O teu coração é enorme e nele muitas vezes chorei...bem hajas meu grande amor por existires.
Não sei se estas palavras são um poema ou uma escrita mal redigida...
Mas são as palavras de sentimentos muito profundos que sinto por ti são sinceras cheias de luz ...
Obrigado meu Amor.
Amo-te incondicionalmente.

Pedro Almeida

Mari disse...

Aninha querida...

E eu hoje, acordei com saudade!
às vezes a gente tem só que respeitar o que está sentindo e sentir...depois passa!
Um beijo

Geraldo de Barros disse...

Aninha, compreendo bem, engraçado alguns dias atrás vc havia dado um pulinho no meu blog e se identificado com o que eu havia escrito, hoje sou eu que dou um pulinho aquie e me identifico em cada linha. Muitas pessoas não sabem, mas escrever vai nos salvando aos poucos, assim como cada leitura é capaz de nos salvar também. É um folego a mais para nós quem navega nesse mundo de tantos porques e tão poucas respostas. Entendo tanto esse seu silêncio e o respeito muito. Apenas te digo que não saio daqui como cheguei, fica aqui um pouco de mim, ao te ler, em cada linha e levo tanto daqui comigo. Parabéns, pelas palavras tão sinceras e sabias.

Do outro lado da tela um beijo pra vc,
Geraldo.

Liza Leal disse...

Oi Aninha!
Invada sempre q quiser!
=)

Tocante o seu texto.
Pessoas sensiveis dão a mão à palmatoria e admitem sua tristeza.
E é absolutamente normal deixar rolar o pranto!... Não seria se dissesse não saber o q é "estar triste".
C/todo respeito... sei q bem no seu íntimo existe uma luz q brilha chamada ALEGRIA. É so ter paciencia consigo msma e pedir forças aos anjos q lhe guiam.

abço, linda!
=)

Anônimo disse...

carooool, está muito legal o seu blog, muuuito criativo.. to com saudaaade!
paz e felicidade aí ;) beijo

breninho.

Acredite no poder da atração!

Vote!

Top30 Brasil - Vote neste site!